Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

Página Anterior

Próxima Página

Regeneração da Humanidade

Estes irão expirar o seu endurecimento em mundos inferiores para onde levarão os conhecimentos adquiridos, tendo por missão fazê-los progredir; serão substituídos na Terra por Espíritos mais adiantados, que farão reinar aí a justiça, a paz, a fraternidade.

A Terra, dissemo-lo, não há de ser transformada por um cataclismo, que destrua toda a humanidade. Desaparecerá gradualmente a atual geração e a nova lhe há de suceder pelo mesmo modo sem que nada se altere na ordem natural das coisas. Tudo se passará pois aparentemente, como de costume, com uma única diferença capital: certo número de Espíritos, que aí se encarnavam, não voltará mais à Terra, em nova encarnação. Em cada menino que nascer, em lugar de um Espírito atrasado e propenso ao mal, surgirá um Espírito adiantado e propenso ao bem. Não se trata portanto de nova geração corporal, mas de nova geração de Espíritos. Ficarão assim desiludidos os que contavam com uma transformação sobrenatural e maravilhosa.

A época atual é de transição; já se misturam os elementos das duas gerações. Quem estiver de fora assistirá à partida de uma e à chegada de outra, sendo certo que ambos se assinalam no mundo pelos caracteres que lhes são próprios. As duas gerações que se sucedem têm idéias e projetos completamente opostos. Pelas disposições morais, e principalmente pelas intuitivas e inatas, é fácil conhecer a qual das duas pertence cada indivíduo.(118)

(118) Grifamos este quadro da modificação da Terra, que se opera dia a dia aos nossos olhos, para que o leitor possa compará-lo mais facilmente com as falsas profecias de médiuns e Espíritos mistificadores. Há mais de cem anos já Kardec era advertido de que tudo se passaria de maneira natural. (N. do Rev.)

A nova geração, devendo firmar a era do progresso moral, distingue-se por uma inteligência e uma razão geralmente precoces, de par com um sentimento inato do bem e crenças espiritualistas — o que é sinal evidente de anterior progresso. Não será composta exclusivamente de Espíritos que tenham grande superioridade, mas daqueles que, tendo já progredido, são predispostos a assimilar toda idéia progressista e estão aptos para secundar o movimento regenerador.

O que pelo contrário distingue os Espíritos atrasados é, primeiro, a revolta contra Deus, pela negação da Providência e de qualquer poder superior à humanidade e, segundo, a instintiva propensão para as paixões degradantes, para os sentimentos antifraternais do orgulho, do ódio, do ciúme, da avareza, enfim o arrastamento para tudo quanto é material. São estes os vícios de que a Terra deve ser libertada, pela remoção dos que recusam combatê-los, porque tais vícios são incompatíveis com o reino da fraternidade e fazem sofrer os homens de bem. A Terra será deles libertada e os homens caminharão, sem impecilhos, para melhor futuro, que lhes está reservado, mesmo aqui, conquistado por seus esforços e perseverança, enquanto mais completa depuração não lhes permitir a entrada em mundos superiores.

Página Anterior - Próxima Página

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados