Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

Página Anterior

Próxima Página

III. A Divindade de Jesus é Provada pelas Suas Palavras?

A dualidade das pessoas, assim como o estado secundário e subordinado de Jesus, relativamente a Deus, ressaltam, sem equívoco, das seguintes palavras:

"Mas vós outros sois os que haveis permanecido comigo nas minhas tentações.

E por isso eu preparo o reino para vós outros, como meu Pai o tem preparado para mim, para que comais e bebais à minha mesa, e vos senteis sobre tronos para julgar as doze tribos de Israel". (S. LUCAS, XII, 28, 29 e 30).

"Eu não falo senão do que vi em meu Pai, e vós fazeis o que vistes em vosso pai". (S. JOÃO, VIII, 38).

"E formou-se uma nuvem, que lhe fez sombra, e saiu uma voz da nuvem, que dizia: Este é meu Filho diletíssimo: ouvi-o". (Transfiguração — S. MARCOS, IX, 6).

"Mas quando vier o Filho do homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então se assentará sobre o trono da sua majestade;

E serão todas as gentes congregadas diante dele; e separará uns dos outros, como o pastor aparta dos cabritos as ovelhas;

E assim porá as ovelhas à direita e os cabritos à esquerda.

Então dirá o rei aos que hão de estar à sua direita: vinde, benditos de meu Pai; possuí o reino que vos está preparado desde o princípio do mundo". (S. MATEUS, XXV, 31 a 34).

"Todo aquele, pois que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus;

E o que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus". (S. MATEUS, X, 32 e 33).

"Ora, eu vos declaro que todo o que me confessar diante dos homens, também o Filho do homem o confessará ante os anjos de Deus;

O que, porém, me negar diante dos homens também será negado na presença dos anjos de Deus". (S. LUCAS, XII, 8 e 9).

"Porque se alguém se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na sua majestade, e na de seu Pai e santos anjos". (S. LUCAS, IX, 26).

Nestas duas últimas passagens, Jesus parece até colocar os santos anjos acima de si, compondo o tribunal celeste, perante o qual ele será o advogado dos bons e o acusador dos maus.

..."mas pelo que toca a terdes assento à minha mão direita ou à esquerda, não me pertence a mim o dar-vo-lo; mas isso é para aqueles para quem está preparado por meu Pai". (S. MATEUS, XX, 23).

Página Anterior - Próxima Página

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados