Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

Página Anterior

Próxima Página

Controvérsia Sobre a Existência de Seres Intermediários entre o Homem e Deus

Na pág. 396:

"O Velho e o Novo Testamento, tanto como os anais da história dos povos, estão cheios de fatos que não podem ser explicados senão pela ação de seres superiores ao homem; além disso, os estudos de antropologia, de metafísica e de ontologia provam a realidade da existência de seres imateriais entre o homem e Deus, e a possibilidade da sua influência sobre a espécie humana".

Eis agora a opinião de uma das primeiras autoridades em magnetismo acerca da existência de seres fora da humanidade. É ela extraída da correspondência de Deleuze com o doutor Billot:

"Só há um fenômeno que parece confirmar a comunicação com os seres imateriais, o das aparições. Inúmeros são os exemplos e eu, que estou convencido da imortalidade da alma, nenhuma razão vejo para negar-se a possibilidade da aparição das pessoas que, tendo deixado esta vida, se ocupam com aqueles que lhes foram caros e se lhes venham apresentar para dar avisos salutares".

O doutor Ordinaire, de Macon, outra autoridade na matéria, assim se exprime:

"O fogo sagrado, a influência secreta (de Boileau), a inspiração, não provêm de tal ou tal contextura, como pretendem os frenalogistas, mas de uma alma poética em relação com um gênio ainda mais poético. O mesmo com a música, com a pintura, etc.

"Essas inteligências superiores não serão almas despegadas da matéria, que se elevam gradualmente à medida que se depuram, até à grande, à universal inteligência, que abrange todas, até Deus?

"As nossas almas, depois de diversas emigrações, não se reunirão aos seres imateriais?

"Concluamos, diz aquele autor, do que precede que o estudo da alma ainda está em esboço; que do pólipo até ao homem há uma série de inteligências e que nada se interrompe abruptamente em a natureza: é racional que exista do homem até Deus outra igual série de inteligências. O homem é o elo que nos une às inferiores, ligadas à matéria, às superiores imateriais. Do homem a Deus existe uma série igual àquela que existe do pólipo ao homem, isto é, uma série de seres etéreos, mais ou menos perfeitos, gozando de qualidades diversas, tendo empregos e funções variados.

"Essas inteligências superiores revelam-se tangivelmente ao sonambulismo artificial: têm relações íntimas com as almas dos homens; a elas devemos os remorsos, quando praticamos o mal, e a satisfação quando fazemos o bem, a elas devem os homens superiores as suas boas inspirações, e os extáticos devem a faculdade de prever o futuro; finalmente, para movê-las e torná-las propícias, a virtude e a prece têm grande poder".

Página Anterior - Próxima Página

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados