Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

Princípios Fundamentais da Doutrina Espírita, Considerados como Verdades Adquiridas

A morte corporal de Allan Kardec interrompeu as obras deste eminente Espírito.

Termina pois, este volume, com um ponto de interrogação, que muitos leitores desejariam ver resolvido logicamente, como o sabia fazer — nem o podia deixar de ser assim — o douto professor em Espiritismo.

No congresso espírita e espiritualista internacional de 1890, declararam os delegados que, de 1869 para cá, estudos novos tinham revelado coisas novas, e que, segundo o ensino traçado por Allan Kardec, alguns dos princípios do Espiritismo, sobre os quais o mestre tinha baseado o seu ensino, deviam ser postos em relação com os progressos da ciência em geral realizados nos 20 anos.

Esta corrente de idéias, comuns aos delegados de todas as partes da Terra, provou que um novo volume devia ser escrito, para casar o ensino de Allan Kardec com o que constantemente nos dá a procura da verdade.

Será a obra da comissão de propaganda?

Nós contamos muito com os bons ofícios dos nossos irmãos F.S.I.,(138) que provaram no congresso a sua competência para as altas questões filosóficas a fim de auxiliar a comissão na composição desse trabalho coletivo, constantemente progressivo.

Esse volume deverá ser feito quando um novo congresso o tiver decidido.(139)

"A ciência, disse Allan Kardec, é convidada a constituir a verdadeira gênese, segundo as leis da natureza. Os descobrimentos da ciência glorificam a Deus, em vez de o rebaixarem, e não destróem senão o que os homens edificaram sobre as idéias falsas, que fizeram de Deus.

"O Espiritismo, caminhando com o progresso, nunca ficará na retaguarda, porque se novos descobrimentos demonstrarem que está em erro acerca de um ponto, ele se modificará nesse ponto. Se uma nova verdade surgir, ele a deverá acolher". (A Gênese, cap. I, item 55).

P.G. Leymarie

(138) F.S.I. é a sigla da Féderation Spirite Internationale e a frase alude aos seus delegados. (N. do Rev.)

(139) A obra revisionista não saiu, mas León Denis publicou o seu primeiro livro, intitulado Depois da Morte, para atender aos membros do Congresso. O livro, que teve grande repercussão, inclusive na imprensa leiga, recolocou o Espiritismo em seu lugar, demonstrando que seus princípios continuavam inteiramente válidos. A pesquisa da verdade, no período entre a morte de Kardec e a instalação do Congresso (1869-1890) nada havia descoberto que pudesse abalar um só dos princípios espíritas. Hoje, cento e tantos anos depois, a situação é a mesma. Os revisionistas ainda se manifestam, mas sempre revelando desconhecer Kardec ou interpretá-lo mal. As revisões incessantes e indispensáveis se realizam no campo das Ciências, em favor dos conceitos e princípios espíritas. — Veja-se O Espiritismo perante a Ciência de nossos Dias, do Prof. Jethro Vaz de Toledo; O Homem e a Sociedade numa Nova Civilização, do Prof. Humberto Mariotti; e Parapsicologia Hoje e Amanhã, do Prof. J. Herculano Pires. (N. do Rev.)

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados