Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

A Minha Nova Obra sobre a Gênese

9 de setembro de 1867.
Segur, sessão íntima — Médium, o Sr. D...

(Comunicação espontânea)

Duas palavras acerca da obra que está na forja, como tantas vezes dissemos, e é urgente apressar-lhe a publicação.

É necessário que ao tempo de romper o conflito europeu já tenha ela produzido impressão no público. Se tardar, é possível que os acontecimentos brutais possam afastar a atenção de qualquer obra puramente filosófica. E, como esta é destinada a um papel conspícuo na elaboração que se prepara, urge que ela não falte no tempo oportuno.

Entretanto, não se deve, por isso, sacrificar-lhe o desenvolvimento. Dai-lhe toda a amplitude; cada pequena parte tem seu peso na balança da ação e, em época tão decisiva, como esta, nada se deve desprezar, assim na ordem material, como na moral. Pessoalmente estou satisfeito com o trabalho; todavia a minha opinião pouco é, comparada à satisfação daqueles que transformará.

O que principalmente me rejubila são as suas conseqüências sobre as massas tanto do espaço, como da Terra.

P. Se não houver obstáculos, a obra deve sair em dezembro. Supondes que os haverá?

R. Não prevejo dificuldades invencíveis; a principal seria a vossa saúde, tanto que não cessamos de aconselhar-vos a não a negligenciar. Quanto a obstáculos exteriores, não os vejo sérios.

Dr. D.

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados