Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

Caminhar Gradual do Espiritismo. Dissidências e Perturbações

27 de abril de 1866.
Paris, em casa do Sr. Leymarie — Médium, o Sr. L...

Caros condiscípulos: A verdade é a verdade; nada pode perturbar-lhe a manifestação.

Às vezes pode encobri-la, fazer com ela o que fazem os teredens(*) nos diques holandeses. Ela porém não está assente sobre estas; percorre o espaço, anda no ar e, se uma geração ficou em cegueira, há sempre novas encarnações para os cegos; há recrutas da erraticidade, portadores de germes fecundos e outros elementos e que sabem atrair para essas encarnações grandes coisas desprezadas.

Não vos apresseis muito, amigos; muitos de vós querem ir a vapor e, neste tempo de eletricidade, correr como ela. Esquecidos das leis da natureza, querem ir adiante do tempo. Refleti no entanto como Deus em tudo é sábio.

Os elementos, que constituem o vosso planeta, têm sofrido longa e laboriosa gestação; para que pudésseis existir, ele passou pelas transformações, que o tornavam apto para a vida. A matéria, os minerais, fundidos e refundidos, os gases, os vegetais, pouco a pouco se harmonizaram e condensaram, a fim de permitirem o vosso aparecimento na Terra. É a eterna lei do trabalho, que rege sempre os seres inorgânicos, tanto como os inteligentes.

O Espiritismo não está fora dessa lei, que é a lei da infância. Plantado em solo ingrato, é preciso que se avenha com as ervas daninhas e com os maus frutos; mas também todos os dias vão sendo podados os maus galhos, fertiliza-se o terreno insensivelmente e, quando o viajante, fatigado das lutas da vida, encontrar a abundância e a paz na sombra de fresco oásis, correrá a estancar a sede, a enxugar o suor neste reino lenta e sabiamente preparado. Aí o rei é Deus, o distribuidor generoso, o igualador judicioso, que bem sabe como é doloroso, mas fecundo, o trajeto a seguir; doloroso, mas necessário, porque o Espírito, formado na escola do trabalho, sai mais forte e mais apto para as grandes coisas.

Aos que desfalecem, diz ele: coragem, e, como esperança suprema, permite entrever, até aos mais ingratos, um ponto de chegada, ponto salutar, o caminho demarcado pelas reencarnações.

Não deis ouvidos às parolações: deixai falar os dissidentes, vociferar os que se não podem consolar por não serem os primeiros; todo esse insignificante ruído não impedirá que o Espiritismo siga a sua rota. Ele é uma verdade e, como um rio, a verdade deve seguir o seu curso.

(*) Teredem, gênero de molusco acéfalo que vive em madeiras submergidas; esse molusco é popularmente conhecido como gusano de naus. (Nota do tradutor)

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados