Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

O Livro dos Espíritos

10 de junho de 1856
Em casa do Sr. Roustan — Médium, a Srta. Japhet

P. (A Hahnemann). Tendo concluído a primeira parte do livro, julguei que para andar mais depressa, podia chamar o médium B... para me ajudar; que me dizeis?

R. Digo que me parece melhor não te servires dele porque a verdade não pode ser interpretada pela mentira.

P. Se o Espírito familiar de B... é mentiroso, pode ele embaraçar a comunicação de um bom Espírito?

R. Sim, porque esse médium ajuda o Espírito, prestando-se à falsidade. Aristo, seu intérprete, e B..., acabarão mal.(93)

NOTA. — B... era um moço médium, que escrevia muito facilmente, mas assistido por um Espírito orgulhoso, déspota e arrogante, que tomava o nome de Aristo e lhe lisonjeava o amor-próprio. As previsões de Hahnemann realizaram-se. Aquele moço, julgando ter na faculdade uma fonte de riqueza, quer por consultas médicas, quer por invenções e descobrimentos valiosos, não colheu senão decepções e mistificações. Passado algum tempo, não ouvimos mais falar nele.

(93) Kardec entendia, como se vê no O Livro dos Médiuns, que a evocação direta de um Espírito evitava que qualquer entidade desejosa de manifestar-se utilizasse o médium. O Espírito orientador, que no caso era Hahnemann (o criador da Homeopatia) confirma a opinião de Kardec mas lembra a lei de afinidade ao dizer: ...nesse caso o médium ajuda o Espírito..." Vemos na nota explicativa de Kardec que o médium e Aristo, o Espírito orgulhoso, realmente acabaram mal. Este episódio, se bem compreendido pelos leitores, serviria de explicação e também de prevenção para milhares de casos semelhantes que hoje, mais do que nunca, se verificam por toda parte. É bom nunca se esquecer do aviso de Hahnemann: a verdade não pode ser interpretada pela mentira. O método de evocação de Kardec, o melhor para o caso de pesquisas, derivou com Léon Denis para o de livre manifestação, hoje dominante nas práticas espíritas. Denis, discípulo e sucessor de Kardec, já se apoiava nas pesquisas do mestre e podia, por isso mesmo, dar mais liberdade à prática mediúnica. (N. do Rev.)

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados