Livro selecionado: "Obras Póstumas "

ÍNDICE

Próxima Página

A Estrada da Vida

A questão da pluralidade de existências preocupa, há longo tempo, os filósofos e mais de um viu, na preexistência da alma, a única solução possível dos mais importantes problemas da psicologia. Sem aquele princípio, eles se vêem peados a cada passo e retidos por barreiras, que somente pela pluralidade de existências podem ser transpostas.

A maior objeção que se pode levantar contra essa doutrina é o esquecimento das anteriores existências. Na verdade, a sucessão de existências inconscientes umas da outras, o abandono de um corpo para tomar outro, sem haver memória do passado, equivale ao nada, porque seria o nada para o pensamento; seriam outros tantos pontos de partida, novos, sem ligação com os precedentes; seria um rompimento, um constante rompimento com todas as afeições, que tornam encantadora a vida presente e a mais doce e consoladora esperança do futuro: seria enfim a negação de qualquer responsabilidade moral. Semelhante doutrina seria tão inadmissível e tão incompatível com a justiça de Deus, como a de uma única existência, com a perspectiva de uma eternidade de penas por algumas faltas temporárias.

Compreende-se bem que não possam admiti-la aqueles que fazem idéia assim da reencarnação.

O Espiritismo, porém, não no-la apresenta com esse aspecto.

A existência espiritual da alma, ensina ele, é a sua existência normal, com indefinida lembrança retrospectiva. As existências corporais não são senão intervalos, curtas estações na vida espiritual e a soma de todas essas estações não passa de uma mínima da existência normal, absolutamente como se, numa viagem de muitos anos, se parasse, de tempos em tempos, por algumas horas.

Se durante as existências corporais parece haver solução de continuidade, por falta de memória ou lembrança do passado a ligação se restabelece durante a vida espiritual, que não tem interrupção. A solução de continuidade não existe, realmente, senão para a vida corpórea exterior e de relação e, aqui, a ausência de lembrança prova a sabedoria da Providência, que não quis que o homem estivesse muito afastado da vida real, em que tem deveres a cumprir. No estado de repouso do corpo, porém, no sono, a alma readquire, mais ou menos, a vista retrospectiva e assim restabelece a cadeia, somente interrompida no estado de vigília.(59)

(59) Este princípio da memória espiritual está hoje suficientemente provado pelas pesquisas científicas e pelas práticas terapêuticas. A Psicologia Profunda e a Parapsicologia revelaram as profundezas do nosso inconsciente, a memória subliminar de que trata Frederic Myers em sua famosa obra Human Personality. Hoje, os trabalhos científicos sobre a reencarnação mostraram que essa memória profunda exorbita da existência atual e prova a reencarnação. Veja-se o livro do Prof. Ian Stevenson: 20 Casos Sugestivos de Reencarnação (Universidade de Virgínia, EUA) e os trabalhos do Prof. Hamendras Nat Barnejee (Universidade de Jaipur, Índia). Há também as pesquisas do Cel. Albert de Rochas: As Vidas Sucessivas, servindo-se do processo hipnótico de regressão da memória. As pesquisas atuais utilizam-se desse método em conjugação com a análise das lembranças espontâneas de outras vidas em crianças e adultos. Psiquiatras e neurologistas da América, da Europa e da Ásia já reconhecem que os traumas psíquicos não provêm, apenas de recalques desta existência. (Veja-se Karl Wilkland, da Univ. de Chicago; Trinta Anos entre os Mortos; o próprio Stevenson, que é professor de Psiquiatria e Neurologia em Virgínia; o Dr. Canon, em Londres: Psiquiatria e Reencarnação; o Dr. Inácio Ferreira, de Uberaba, livro com esse mesmo título; o Dr. Lauro Neiva, especializado pelo Instituto de Psiquiatria da Columbia University, EUA, ex-assistente do Prof. Henrique Roxo, no Rio de Janeiro: O Psiquiatra e o Invisível. Vemos assim que as lembranças das vidas anteriores não são apagadas da nossa memória, permanecendo vivas em nosso inconsciente e podendo ser trazidas à luz da memória atual. (N. do Rev.)

Próxima Página

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados

 

>