Livro selecionado: "A Gênese"

ÍNDICE

A Mulher Encurvada

19. Jesus ensinava na sinagoga todos os dias de sábado. _ E num dia, aí viu uma mulher possuída de um Espírito que a tornava doente, já há dezoito anos; e ela estava tão encurvada, que não podia olhar para cima. _ Jesus ao vê-la, chamou-a e lhe disse: Mulher, estás livre de tua enfermidade. _ Ao mesmo tempo, fez-lhe a imposição das mãos; e logo ela se endireitou, e deu graças a Deus.

Porém, o chefe da sinagoga, indignado porque Jesus havia curado a mulher num dia de sábado, disse ao povo: Há seis dias destinados para trabalhar; vinde em tais dias para serdes curados e não nos de sábado.

O Senhor, tomando a palavra, lhe disse: Hipócrita, haverá entre vós alguém que não desamarra seu boi da canga ou seu jumento em dia de sábado, e não o leva a beber? Por que, pois, não se devia libertar dos laços num dia de sábado, esta filha de Abraão, a quem Satanás tinha assim amarrada durante dezoito anos?

Com tais palavras, todos os seus adversários ficaram confusos e todo o povo ficou encantado de vê-lo praticar tantas ações gloriosas. (S. Lucas, cap. XIII, vers. de 10 a 18).

20. Este fato prova que naquela época a maior parte das moléstias era atribuída ao demônio, e que tal como hoje, os possessos eram confundidos com os doentes, porém em sentido inverso; isto é, que hoje, aqueles que não crêem nos maus Espíritos confundem as obsessões com as moléstias patológicas.

Copyright 2004 - LAKE - Livraria Allan Kardec Editora
(Instituição Filantrópica) Todos os Direitos Reservados